Artigos

Deslizes

Já não existe nem o certo, nem o errado…

Tomo o título e um verso da canção de Raimundo Fagner para um desabafo gramático-ortográfico. Sinto que preciso voltar aos bancos da sala de aula, quiçá numa dessas escolas de reforço escolar, para reaprender as regras gramaticais e ortográficas. Não me preocupam os erros cometidos por deslizes, com certeza você lerá um deles aqui, mas sim aqueles que estão se perpetuando entre postagens de textinhos no Twitter e textões no Facebook.

As vírgulas, os pontos, as concordâncias. Esqueça tudo. Está cada dia mais difícil entender uma frase. Til, agudo, circunflexo. Esqueça também. Nada faz sentido mais. Por falar em mais, qual a diferença entre “mas” e “mais”? Haja interpretação de contexto para se perceber qual deveria ter sido usado, mas não foi.

Escrever corretamente ficou para os burocratas, advogados, escritores e os “metidos a intelectuais”. Saber escrever bem anda de mãos dadas com saber ler bem. Quem lê um texto bem escrito sabe escrever bem. No entanto, temos um monte de gente capaz de encontrar solução para os corruptos, os conservadores, os liberais, os atrasos da nação e as mazelas políticas, mas são incapazes de ler um texto e tirar conclusões plausíveis do mesmo. Da mesma forma, são incapazes de usar corretamente uma virgula ou concordar o sujeito com o verbo e o objeto. Assim, retomo o verso supracitado e concluo que, em questões de escrita, “Já não existe nem o certo, nem o errado…”.

Reverendo Giovanni Alecrim
Pastor da Igreja Presbiteriana Independente do Brasil

Anúncios
Multimídia

Tecer amor

Você talvez não saiba, mas eu também celebro casamentos. Que tal me ajudar na divulgação da Tecer Amor, minha empresa de celebrante de casamento? Só curtir a fanpage no Facebook e seguir o perfil do Instagram. #sigame
via Instagram http://ift.tt/2qFVtW0
Artigos

Você quer o melhor para o seu filho?

O Eterno, que demora em se irar e que é grande em amor leal, que perdoa a iniquidade, a rebeldia e o pecado. Se bem que não faça vista grossa ao pecado, mas estende as consequências dos pecados dos pais aos filhos até a terceira geração, e mesmo até a quarta. Números 14:18

O povo estava às portas de entrar na terra prometida. Moisés havia enviado espias para ver como era a terra e na volta deles, apenas um deu parecer favorável para entrada. Então, o povo se rebela contra Deus e contra Moisés. No meio deste embate, trava-se um diálogo entre Moisés e Deus sobre o povo e Moisés profere o texto que lemos.

Desta oração de Moisés quero destacar a parte final. Embora haja uma construção de heresias acerca deste texto, ele é usado para justificar maldição hereditária, o que quero destacar aqui é o quanto as nossas atitudes refletem na vida de nossos filhos, netos e bisnetos. Assim sendo, quero destacar aqui, bem rapidamente, três atitudes que devemos ter em relação aos nossos filhos se quisermos deixar o melhor para eles.

Continue lendo “Você quer o melhor para o seu filho?”

Artigos, Pensamentos

Educação

Cresci na Igreja. Tal formação fez de mim melhor que os outros? Não, apenas diferente. Mas existe algo na educação cristã que não podemos deixar passar. Algo que que é o cerne na educação cristã e que molda personalidade e caráter ao redor do mundo. O evangelho. A mensagem da salvação muda nossa percepção de mundo e de justiça. Por mais que a pessoa não professe sua fé, a educação cristã forja o caráter dela, moldando sua cosmovisão.

Guardem sempre no coração as leis que eu lhes estou dando hoje e não deixem de ensiná-las aos seus filhos. Repitam essas leis em casa e fora de casa, quando se deitarem e quando se levantarem (Dt 6.6-7)

Quando olho para os dias atuais, vejo pais transferindo a educação de seus filhos para outros. O fazem na escola, nas agendas cheias de atividades durante a semana e também na Igreja. O que distingue a educação cristã é o fato dela ser o meio pelo qual os pais educam os filhos. Negar aos filhos e netos a educação na Palavra de Deus é encaminhá-los a passos largos para longe da vontade de Deus, e estar longe da vontade de Deus não é um bom lugar para se estar. Eu tenho plena convicção que não há lugar melhor para criar meu filho do que na presença de Deus e, mesmo com todas as falhas, da porta para dentro da Igreja ensinando a adorar e bendizer o nome do Senhor de nossas vidas.

Reverendo Giovanni Alecrim
Pastor da Igreja Presbiteriana Independente do Brasil

Pensamentos

37 anos, 37 fatos

37

Hoje, com a graça de Deus, completo 37 anos de vida. Ao contemplar minha vida até aqui bate um misto de sentimentos. Sonhos realizados, sonhos enterrados. Enfim, a vida segue seu percurso natural e eu posso dizer que chego até aqui feliz por tudo o que Deus me proporciona nesta vida. Se eu tiver uma palavra para definir esses 37 anos a palavra seria gratidão.

Há muito tempo, num antigo blog, eu fazia uma lista numerada com minha idade de decisões para aquele ano. Resolvi retomar a prática, mas mudando o enfoque. Trinta e sete fatos sobre mim que talvez você não saiba. Vamos lá:

Continue lendo “37 anos, 37 fatos”