Ano litúrgico C – 03 – Ciclo Pascal – 12 – Dia de Pentecostes

Ano litúrgico C – Domingo de Pentecostes – Cor litúrgica: Vermelha- Leituras: Atos 2.1-21 ou Gênesis 11.1-9; Salmo 104.24-34, 35b; Romanos 8.14-17 ou Atos 2.1-21; João 14.8-17 (25-27)

 

Processional

Prelúdio

Saudação (Salmo 104.31)

Que a glória de Deus, o SENHOR, dure para sempre!

Oração de Adoração

Chamada a Adoração (Salmo 104.33-35)

Oficiante: Cantarei louvores ao Senhor enquanto eu viver; cantarei ao meu Deus a vida inteira.

Povo: Que o Senhor fique contente com a minha canção, pois é dele que vem a minha alegria!

Oficiante: Que desapareçam da terra aqueles que não querem saber de Deus, e que os maus deixem de existir!

Povo: Que todo o meu ser te louve, ó Senhor Deus! Aleluia!

 

Cântico Congregacional

Chamada à confissão (Romanos 8.15)

Porque o Espírito que vocês receberam de Deus não torna vocês escravos e não faz com que tenham medo. Pelo contrário, o Espírito torna vocês filhos de Deus; e pelo poder do Espírito dizemos com fervor a Deus: “Pai, meu Pai!”

 

Cântico Congregacional

Oração silenciosa

Oração de confissão

Declaração de perdão (Romanos 8.16-17)

Oficiante: O Espírito de Deus se une com o nosso espírito para afirmar que somos filhos de Deus.

Povo: Nós somos seus filhos, e por isso receberemos as bênçãos que ele guarda para o seu povo, e também receberemos com Cristo aquilo que Deus tem guardado para ele.

Oficiante: Porque, se tomamos parte nos sofrimentos de Cristo, também tomaremos parte na sua glória.

 

Saudação da paz

Cânticos de Louvor

Oração por iluminação

Leitura do Antigo Testamento Gênesis 11.1-9; Salmo 104.24-34, 35b;

Leitura do Novo Testamento Romanos 8.14-17 ou Atos 2.1-21; João 14.8-17 (25-27)

Proclamação da Palavra Atos 2.1-21 ou Gênesis 11.1-9; Salmo 104.24-34, 35b; Romanos 8.14-17 ou Atos 2.1-21; João 14.8-17 (25-27)

Afirmação de fé baseada nas Escrituras (1 Coríntios 15.1-6; Marcos 16.1-9; Mateus 16.16; Apocalipse 22.13; João 20.28)

Este é o evangelho que recebemos, no qual perseveramos, e pelo qual somos salvos, se continuarmos firmes nele: que Cristo morreu pelos nossos pecados segundo as Escrituras, que foi sepultado, que ressuscitou ao terceiro dia, e que apareceu primeiro a Maria Madalena, depois a Pedro, e aos doze apóstolos, e depois a muitas testemunhas fiéis. Cremos que Jesus é o Cristo, o Filho do Deus vivo. Jesus Cristo é o primeiro e o último, o princípio e o fim; ele é o nosso Senhor e nosso Deus. Amém.

 

Ofertório

Cântico Congregacional

Oração de Intercessão

Convite à mesa (“Trigo e pão” – Luiz Carlos Ramos em Culto Arte – Celebrando a vida. Ed. Vozes – Petrópolis, RJ – 2000)

Que o trigo em pão, memória do corpo do Salvador, seja para nossas vidas o vigor e o alimento para o nosso sonhar constante e nunca desfalecer nas lutas; que a cor viva do vinho, lembrança da vida de Cristo, reviva as esperanças da nossa fé para que o dia-a-dia nos seja plena harmonia.

 

Oração do Senhor

Instituição da Ceia do Senhor

O Partir do Pão

Comunhão do povo

Oração após a Comunhão

Envio (João 14.27)

— Deixo com vocês a paz. É a minha paz que eu lhes dou; não lhes dou a paz como o mundo a dá. Não fiquem aflitos, nem tenham medo.

 

Bênção

Amém

Poslúdio

Pastorais

Avisos

Recessional

 

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.