Primavera: a vida segue seu curso

1Os céus proclamam a glória de Deus;
o firmamento demonstra a habilidade de suas mãos.
2Dia após dia, eles continuam a falar;
noite após noite, eles o tornam conhecido.
3Não há som nem palavras,
nunca se ouve o que eles dizem.
4Sua mensagem, porém, chegou a toda a terra,
e suas palavras, aos confins do mundo.
(Salmo 19.1-4a Nova Versão Transformadora)

O salmo 19 pertence a primeira parte do livro dos Salmos e nos convida a contemplar a criação e o poder de Deus na natureza. Quando desejamos descobrir sobre Deus, procuramos a Igreja, a Bíblia, o pastor. No entanto, o Salmista nos convida para olhar a criação e nela descobrir a presença de Deus. Quando olhamos para os céus, para a terra, para tudo o que há, vemos a perfeição das mãos de Deus a sendo expressa nos detalhes de cada nuvem, nos contornos das arvores, nas penas dos pássaros, nas formas dos animais em geral. Do detalhe complexo das flores, e quinta feira vimos as mais variadas no CEASA, à simplicidade das folhas, vemos uma harmonia, uma forma de expressão artística de Deus na criação.

O salmista afirma que este conhecimento, que vem do contato com a rotina da vida na natureza, é passado de um dia para o outro. Um dia discursa ao outro dia sobre como a criação é harmônica e perfeita. A noite torna conhecida para a outra noite tal feito. No entanto, não se houve nenhuma palavra vinda do dia e da noite. Esta expressão poética nos coloca diante da necessidade básica de nos silenciarmos diante da manifestação de Deus a nós. Se queremos ouvir a voz de Deus e saber o que ele tem a nos dizer, precisamos silenciar, deixar que sua voz nos fale com ternura o que ele quer nos dizer.

Estamos na primavera, a estação do renascimento, da vida que volta a brotar após a seca e o frio do inverno. Quando contemplamos a criação, percebemos que há a necessidade de silenciar e parar, não reproduzir, não cultivar, não arar a terra, não trabalhar. O inverno é a pausa, é o intervalo. Nossa vida passou por esse intervalo e agora chega à primavera, descansada, pronta para trazer a vida de volta com cores e sabores especiais. O meu desafio para você, na tarde de hoje, é olhar para a primavera como a oportunidade de silenciar e ouvir a criação rendendo glórias a Deus acima de todas as coisas e louvando como Deus é habilidoso e criativo em tudo o que faz. Talvez sua vida esteja passando por momentos difíceis, de inverno, abra seu coração para que o Espírito de Deus traga as cores e o ar fresco da primavera, com suas fortes chuvas a lavar a alma e sua brisa suave a nos refrescar, com o perfume das flores e os sabores dos frutos. Permita que Deus refrigere sua alma. Que Deus nos abençoe.

Reverendo Giovanni Alecrim
Pastor da Igreja Presbiteriana Independente do Brasil

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.