Ano litúrgico B – 4 Tempo Comum – 14 – 24º Domingo no Tempo Comum

Ano litúrgico B – 24º Domingo no Tempo Comum – Cor litúrgica: Verde – Leituras: Provérbios 1.20-33; Salmo 19; Tiago 3.1-12; Marcos 8.27-38

 

Processional

Prelúdio

Saudação (Salmo 19.7)

A lei do Senhor é perfeita e nos dá novas forças. Os seus conselhos merecem confiança e dão sabedoria às pessoas simples.

Oração de Adoração

Chamada a Adoração (Salmo 19.1-4)

Oficiante: O céu anuncia a glória de Deus e nos mostra aquilo que as suas mãos fizeram.

Povo: Cada dia fala dessa glória ao dia seguinte, e cada noite repete isso à outra noite.

Oficiante: Não há discurso nem palavras, e não se ouve nenhum som.

Povo: No entanto, a voz do céu se espalha pelo mundo inteiro, e as suas palavras alcançam a terra toda.

 

Cântico Congregacional

Chamada à confissão (Tiago 3.9-11)

Usamos a língua tanto para agradecer ao Senhor e Pai como para amaldiçoar as pessoas, que foram criadas parecidas com Deus.  Da mesma boca saem palavras tanto de agradecimento como de maldição. Meus irmãos, isso não deve ser assim.  Por acaso pode a mesma fonte jorrar água doce e água amarga?

 

Cântico Congregacional

Oração silenciosa

Oração de confissão

Declaração de perdão (Salmo 19.12-14)

Oficiante: Quem pode ver os seus próprios erros? Purifica-me, Senhor, das faltas que cometo sem perceber.

Povo: Livra-me também dos pecados que cometo por vontade própria; não permitas que eles me dominem.

Oficiante: Assim serei uma pessoa direita e ficarei livre do grave pecado da desobediência a ti.

Povo: Que as minhas palavras e os meus pensamentos sejam aceitáveis a ti, ó Senhor Deus, minha rocha e meu defensor!

 

Saudação da paz

Cânticos de Louvor

Oração por iluminação

Leitura do Antigo Testamento Provérbios 1.20-33; Salmo 19

Leitura do Novo Testamento Tiago 3.1-12; Marcos 8.27-38

Proclamação da Palavra Provérbios 1.20-33; Salmo 19; Tiago 3.1-12; Marcos 8.27-38

 

Afirmação de fé Cristo Jesus, modelo de Humildade – (Filipenses 2.5-11)

Todos: Tende em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus, pois ele, subsistindo em forma de Deus, não julgou como usurpação o ser igual a Deus; antes, a si mesmo se esvaziou, assumindo a forma de servo, tornando-se em semelhança de homens; e, reconhecido em figura humana, a si mesmo se humilhou, tornando-se obediente até à morte e morte de cruz. Pelo que também Deus o exaltou sobremaneira e lhe deu o nome que está acima de todo nome, para que ao nome de Jesus se dobre todo joelho, nos céus, na terra e debaixo da terra, e toda língua confesse que Jesus Cristo é Senhor, para glória de Deus Pai.

 

Ofertório

Cântico Congregacional

Oração de Intercessão

Convite à mesa (“Nesta mesa nos encontramos” – Rev. Giovanni Alecrim em “Caixa de Versos”, edição do autor, São Paulo, SP: 2009)

Nesta mesa nos encontramos com pessoas de todo lugar. Não há raça, sexo ou ideias que nos possam separar. Nesta mesa nos encontramos com Jesus Cristo, o Salvador. Vinde comei! Vinde bebei! Esta é a mesa do Senhor.

 

Oração do Senhor

Instituição da Ceia do Senhor

O Partir do Pão

Comunhão do povo

Oração após a Comunhão

Envio (Marcos 8.34)

Aí Jesus chamou a multidão e os discípulos e disse: — Se alguém quer ser meu seguidor, que esqueça os seus próprios interesses, esteja pronto para morrer como eu vou morrer e me acompanhe.

 

Bênção

Amém

Poslúdio

Pastorais

Avisos

Recessional

 

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.