Mecanicismo litúrgico

 

Mas vem a hora e já chegou, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade; porque são estes que o Pai procura para seus adoradores. (João 4.23)

Quando a escritura, a eucaristia e o ministério se tornam uma rotina, estão na verdade à beira da morte. (Brennan Manning)

Mecanicismo é a doutrina filosófica, também adotada como princípio de investigação na pesquisa científica, que concebe a natureza como uma máquina, que obedece a relações de causalidade necessárias, automáticas e previsíveis, constituídas pelo movimento e interação de corpos materiais no espaço. O termo foi apropriado pelo uso popular para definir tudo que é feito de maneira mecânica. A primeira vez que ouvi o seu uso, foi de uma pessoa, em tom de crítica à liturgia de uma determinada igreja. A pessoa disse mais ou menos assim “Esse mecanicismo litúrgico ainda vai matar a igreja!”. Na ocasião, estranhei a fala, mas depois, ponderando sobre o que ele disse e ao que se referia, fui obrigado a concordar, mesmo discordando em sua aplicação à apenas uma formula litúrgica.

O mecanicismo litúrgico está mais presente na realidade da igreja do que se pensa e não, ele não é restrito ao modelo tradicional litúrgico. Toda vez que um cristão adentra ao templo com o coração posto em outro lugar, que não adorar a Deus em Espírito e em verdade, eu estou indo ao culto de maneira mecânica. Aponto aqui algumas atitudes que tornam o culto mecânico, mais uma rotina dentro da rotina:

  • Se você vai à igreja sem a disposição no coração de adorar, o culto se tornou mecânico para você.
  • Se na hora do culto sua mente pensa em tudo, menos em adorar a Deus, o culto se tornou mecânico para você.
  • Se você canta uma música (seja hino ou cântico) por cantar, por estar ali, o culto se tornou mecânico para você.
  • Se você está mais preocupado na forma como o culto acontece do que em adorar a Deus, o culto se tornou mecânico para você.

Poderíamos aumentar mais ainda essa lista. O que motiva a ida do cristão ao culto não é o ambiente, não é a música nem mesmo o/a pastor/a, mas sim o adorar a Deus. Claro que devemos zelar para que o ambiente seja agradável, a música bem executada e biblicamente fundamentada e o/a pastor/a seja uma pessoa segundo o coração de Deus. O fato de um culto nos parecer mecânico em sua realização deve nos despertar alguns questionamentos:

  • Quem se envolve no preparo do culto? Apenas o/a pastor/a ou tem mais gente que pensa e planeja o culto?
  • Qual a relação dos que estão à frente com a comunidade? São presentes? Interagem com todos?
  • Qual a postura da comunidade em relação ao culto? Participa ativamente? Ou apenas “assiste”?

Estas perguntas nos ajudam a compreender e diagnosticar se o culto está sendo feito com o amor e o zelo que é necessário para que ele aconteça. Se as ações são intencionais e devidamente planejadas para levar o povo a adorar a Deus. Recordo-me do meu professor, Rev. Marcos Paulo Bailão, afirmar em aula no Seminário Teológico de São Paulo, que “devemos fazer todo o possível para levar o povo o mais próximo possível do centro da vontade de Deus”. Por isso devemos nos empenhar para sempre oferecer o melhor, em espírito e em verdade. O culto é mecânico na medida que todos nós fazemos por fazer, por rotina, por satisfazer um desejo pessoal. O culto “em espírito e em verdade” brota do coração daqueles que amam a Deus acima de todas as coisas, e não há estilo nem forma litúrgica que possa impedir um culto verdadeiro de ser agradável a Deus.

Pela Coroa Real do Salvador

Reverendo Giovanni Alecrim
Pastor da Igreja Presbiteriana Independente do Brasil

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.