Liturgias, Tempo Comum

Ano litúrgico B – 4 Tempo Comum – 14 – 15º Domingo no Tempo Comum

Ano litúrgico B – 15º Domingo no Tempo Comum – Cor litúrgica: Verde – Leituras: 2Samuel 6.1-5, 12b-19; Salmo 24; Efésios 1.3-14; Marcos 6.14-29

 

Processional

Prelúdio

Saudação (Salmo 24.1)

Ao Senhor Deus pertencem o mundo e tudo o que nele existe; a terra e todos os seres vivos que nela vivem são dele.

Oração de Adoração

Chamada a Adoração (Salmo 24.7-10)

Oficiante: Abram bem os portões, abram os portões antigos, e entrará o Rei da glória.

Povo: Quem é esse Rei da glória?

Oficiante: É Deus, o Senhor, forte e poderoso, o Senhor, poderoso na batalha.

Povo: Abram bem os portões, abram os portões antigos, e entrará o Rei da glória.

Oficiante: Quem é esse Rei da glória?

Povo: É Deus, o Senhor Todo-Poderoso; ele é o Rei da glória.

 

Cântico Congregacional

Chamada à confissão (Salmo 24.3-4)

Quem tem o direito de subir o monte do Senhor? Quem pode ficar no seu santo Templo? Somente aquele que é correto no agir e limpo no pensar, que não adora ídolos, nem faz promessas falsas.

 

Cântico Congregacional

Oração silenciosa

Oração de confissão

Declaração de perdão (Efésios 1.7-8)

Oficiante:  Pois, pela morte de Cristo na cruz, nós somos libertados, isto é, os nossos pecados são perdoados.

Povo: Como é maravilhosa a graça de Deus,  que ele nos deu com tanta fartura!

 

Saudação da paz

Cânticos de Louvor

Oração por iluminação

Leitura do Antigo Testamento 2Samuel 6.1-5, 12b-19; Salmo 24

Leitura do Novo Testamento Efésios 1.3-14; Marcos 6.14-29

Proclamação da Palavra 2Samuel 6.1-5, 12b-19; Salmo 24; Efésios 1.3-14; Marcos 6.14-29

Afirmação de fé – Igreja Unida do Canadá

Todos: Deus, o criador, revelou em Jesus Cristo o seu amor para com a humanidade e toda a criação. Deus nos deu seu Filho Jesus Cristo, que morreu e ressuscitou para que tenhamos vida. A despeito de nossa desobediência, Deus não nos abandona, nem o mundo, à destruição e morte. Ao viver em comunhão com Deus e confiar nele, descobrimos que somos perdoados, podendo viver no Espírito Santo, uma vida de gratidão, esperança e louvor. Não há outro propósito para nossa vida, senão glorificar a Deus e manifestar seu amor para o mundo.

 

Ofertório

Cântico Congregacional

Oração de Intercessão

Convite à mesa (“Trigo e pão” – Luiz Carlos Ramos em Culto Arte – Celebrando a vida. Ed. Vozes – Petrópolis, RJ – 2000)

Que o trigo em pão, memória do corpo do Salvador, seja para nossas vidas o vigor e o alimento para o nosso sonhar constante e nunca desfalecer nas lutas; que a cor viva do vinho, lembrança da vida de Cristo, reviva as esperanças da nossa fé para que o dia-a-dia nos seja plena harmonia.

 

Oração do Senhor

Instituição da Ceia do Senhor

O Partir do Pão

Comunhão do povo

Oração após a Comunhão

Envio (Efésios 1.14)

O Espírito Santo é a garantia de que receberemos o que Deus prometeu ao seu povo, e isso nos dá a certeza de que Deus dará liberdade completa aos que são seus. Portanto, louvemos a sua glória.

 

Bênção

Amém

Poslúdio

Pastorais

Avisos

Recessional

 

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s