Poesia

O silêncio

Tem dias em que a única coisa da qual necessito é do silêncio. Não se trata de ausência de ruídos e sons, mas da ausência de mim mesmo. Tudo dá errado e tudo parece errado. Falta-me estima, própria, cultivada, e ainda assim permaneço em pé, a guiar, sorrir, conduzir, orientar. Tem dias em que a única coisa da qual necessito é do silêncio.

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.