O que é o domingo de Páscoa para comunidade cristã

O Domingo da Páscoa na Ressurreição do Senhor é a celebração máxima para a comunidade cristã. Se a cada domingo a comunidade cristã celebra a lembrança da Ressurreição e a antecipação da volta de Cristo, o Domingo da Páscoa na Ressurreição do Senhor é quando revivemos cada momento da ressurreição e cada passo de Jesus após ela. É a alegria e o espanto do reencontro. É a certeza de que o pecado e a morte foram vencidos.

Celebrar o Domingo da Páscoa na Ressurreição do Senhor, no entanto, não é restrito apenas ao dia de domingo. Tal celebração, para ter seu significado pleno, precisa se iniciar antes. O calendário litúrgico nos propõe a Quaresma como período preparatório para tal festa. De maneira particular, quero destacar o Domingo de Ramos, a Quinta-feira Santa e a Sexta-feira da Paixão. Muitas comunidades lembram de celebrar a Páscoa no domingo, mas poucas se lembram de olhar para os momentos que a antecedem. Para que houvesse a ressurreição, primeiro foi preciso entrar em Jerusalém, ensinar o povo, instituir a ceia e lavar os pés dos discípulos e, então, ser entregue às autoridades, passar pela dor e pelo sofrimento dos açoites, da via dolorosa e da cruz. Tal vivência enriquece ainda mais a celebração do Domingo da Páscoa na Ressurreição do Senhor. Quando olhamos para tudo o que Jesus viveu, nos dias que antecedeu sua morte, dimensionamos ainda mais o tamanho do sacrifício a que ele se entregou por amor de nós.

O grande desafio para a Igreja Presbiteriana Independente do Brasil é celebrar a Páscoa em sua plenitude, não apenas o domingo. Tal celebração cria em nossos corações o sentido pleno desta data máxima do cristianismo. Reviver, no Domingo de Ramos, a entrada de Jesus com um processional da Palavra, saudada com ramos, por exemplo. Celebrar, na Quinta-feira Santa, a Santa Ceia e também o lava-pés. Rememorar, na Sexta-feira da Paixão, a morte de Jesus. Tudo isso são etapas que culminam na festa do Domingo da Páscoa na Ressurreição do Senhor. O Manual do Culto da IPI do Brasil apresenta sugestões litúrgicas para todos estes momentos. Incentive sua comunidade a celebrar a Páscoa plenamente.

Celebrar comunitariamente a plenitude da festa da Páscoa é colocar no centro de nossas vidas a ressurreição de Jesus. É reafirmar, anualmente, que existimos porque ele venceu a morte e, ao vencê-la, ele nos garante vida. Por isso olhamos para cada etapa que ele viveu e declaramos: Ele ressuscitou, a vida venceu a morte! Maranata!

Reverendo Giovanni Alecrim
Pastor da Igreja Presbiteriana Independente de Tucuruvi, São Paulo, SP
Secretário de Música e Liturgia da IPIB

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.