Poesia

Página em branco

Página em branco,
sentidos à flor da pele.
Escrever, rima certa
com o meu prazer.

Tudo aquilo que faço
é buscar sentido
em pensamentos desconexos,
que se perdem na loucura
de minha mente em erupção.

Busco palavras, semeio sentimentos,
colho sorrisos, cultivo pensamentos.
Me encontro aqui.
Eu, a caneta e minha confidente:
página em branco.

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.