Poesia

Represado na escuridão

Como água represada
é o meu amor por ti.
Represado em mim,
calado em meu peito,
com um grito certo para dar.
Ele abafa, ele cala o teu nome.
Ele cala o que sente.
Ele cala o que deseja.

Passeio pelo escuro de mim mesmo
e o único fio de luz que encontro
é onde mora o que sinto por você.
Em meio a tanta escuridão,
a única luz a me iluminar,
a única luz a me chamar, é você.

Mas você,
você está distante,
você está longe,
você me diz não.
E com o seu não,
fico eu aqui
represado na escuridão.

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.