Poesia

Me contento

Dou um salto para dentro de mim.
Grito, alto, a pleno pulmões,
enquanto caio, o teu nome.

Essa dor de calar a palavra
que quero te dizer
me faz gritar pra dentro,
engolir a palavra, calar o coração,
fazê-lo não-dizer, não-expressar.

Eu me contento com o silêncio.
Preciso me contentar com ele.
Não me esqueço do teu beijo.
Não me esqueço quando te vejo
bela, sorrindo, falando, caminhando.

Calo em mim meu desejo.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.