Litúrgias

Recursos litúrgicos

Recursos litúrgicos de minha autoria.

Saudação

(Sejam bem-vindos – Rev. Giovanni Alecrim em “Caixa de Versos”, edição do autor, São Paulo, SP: 2009)

Sejam bem-vindos. Esta casa é casa de amigo. Amigo, mais chegado que irmão. Casa de louvor e adoração. Casa de amor e gratidão. Casa onde a verdade reina. Sejam bem-vindos a esta casa. Casa de Deus!

(Em nome – Rev. Giovanni Alecrim em “Caixa de Versos”, edição do autor, São Paulo, SP: 2009)

Em nome do Pai, amor e direção. Em nome do Filho, misericórdia e perdão. Em nome do Espírito, fôlego e direção. Reunimo-nos hoje em real devoção.

Chamada a adoração

(A Tua Perfeição – Rev. Giovanni Alecrim em “Caixa de Versos”, edição do autor, São Paulo, SP: 2009)

Oficiante: Tudo criaste, tudo fizeste.

Povo: Do maior, ao menor: tu mostras a perfeição!

Oficiante: O pôr do sol, e o anoitecer.

Povo: A noite calma, o sono gostoso: Em tudo sentimos a tua perfeição!

Oficiante: Abrimos os olhos ao amanhecer

Povo: Ouvimos a chuva, sentimos o vento: Em tudo vemos A tua perfeição!

Oficiante: Louvado seja o nosso Senhor!

Povo: Deus forte, Deus de amor! Obra da Tua mão, tudo é perfeição!

(Concreto na Flor – Rev. Giovanni Alecrim em “Caixa de Versos”, edição do autor, São Paulo, SP: 2009)

Oficiante: Concreto, asfalto, carros pessoas.

Povo: Todos assustados andam, violência por violência.

Oficiante: No meio da turbulência, da efervescência da cidade,

Povo: rasgando o concreto e o asfalto, a natureza insiste em brotar apenas uma flor,

Oficiante: tudo para nos fazer lembrar: não há barreiras para o criador.

Chamada à confissão

(Até quando? – Rev. Giovanni Alecrim em “Caixa de Versos”, edição do autor, São Paulo, SP: 2009)

Uma mulher, Um homem, Um adultério, Uma lei, Uma condenação, A mulher é condenada, Condenada pelos homens, A mulher adúltera, Salva por Cristo. Um povo, Uma nação, Um país, Brasil, Um crime, Desigualdade social, Uma lei, Sem condenação, Povo oprimido, Até quando? Eu, Você, Povo de Deus, Um espelho, Nós, calados, “Eles”, berrando, Justiça? Até quando?

(Deus pode fazer – Rev. Giovanni Alecrim em “Caixa de Versos”, edição do autor, São Paulo, SP: 2009)

Problemas haveremos de ter, tentações, sim teremos. Fraquezas em nosso viver mas todas as lutas, sabemos, venceremos! Quando fraquejarmos, e desistirmos de lutar, ele vem e nos estende a mão, leva-nos em seus braços e nos mostra a solução! Muito mais do que tudo que precisamos, muito além do que possamos imaginar é o que Deus pode por nós fazer!

(Mt. 26.69-75 – Rev. Giovanni Alecrim em “Caixa de Versos”, edição do autor, São Paulo, SP: 2009)

Te apontam. Tu me negas. Te perguntam. Tu me negas. Te acusam. Tu me negas. O galo canta. Tu choras. Amargo choro. Arrependido choro. Volta Pedro! Volta Igreja!

(Silêncio – Rev. Giovanni Alecrim em “Caixa de Versos”, edição do autor, São Paulo, SP: 2009)

Feche os olhos. Tente ouvir a voz. Voz do silêncio. Silêncio. Ele fala mais. Muito mais. Que qualquer som. Que qualquer música. Silêncio. Voz de Deus. Do coração d’Ele. Para a nossa alma.

Declaração de perdão

(Perdoados – Rev. Giovanni Alecrim em “Caixa de Versos”, edição do autor, São Paulo, SP: 2009)

Oficiante: Apesar de tantos erros e tropeços. Apesar de tanta amargura e ressentimento.

Povo: Apesar de tudo de ruim que vivemos até agora. Apesar de tudo isto, podemos nos alegrar.

Oficiante: Somos direcionados, sim, pela vontade de Deus somos renovados, sim, pelo Espírito Santo.

Povo: Somos perdoados, sim, pelo sangue de Jesus Cristo.

Pastor: Alegria! Tudo se faz novo em nossa vida!

(Graça e Perdão – Rev. Giovanni Alecrim em “Caixa de Versos”, edição do autor, São Paulo, SP: 2009)

Oficiante: Pela graça infinita. Pelo abundante amor.

Povo: Pela justiça bendita. Pelo sacrifício do Senhor

Oficiante: Por tudo que não merecemos,

Povo: por tudo que de ti recebemos

Pastor: Perdoados somos em o nome de Jesus, o Senhor

Credos e Confissões de Fé

(Confissão de fé da Igreja na cidade; Reverendo Giovanni Campagnuci Alecrim de Araújo)

Cremos em Deus, que nos chamou para sermos comunidade de fé em nosso bairro; Cremos em Jesus Cristo, que pelo sangue derramado na cruz redime a humanidade; Cremos no Espírito Santo, que habita em nós e nos capacita a anunciar o Evangelho; Cremos na Igreja, corpo de Cristo, reunida em comum unidade para cumprir a missão dada por nosso Senhor Jesus Cristo; Cremos na comunhão dos santos, povo reunido como Igreja para ser sal da terra e luz do mundo, para juntos caminharmos de mãos dadas, auxiliando e amando ao nosso próximo. Cremos que Deus vive, age e ama nosso bairro e somos por ele chamados para anunciar o Evangelho aos nossos vizinhos.

Convite ao discipulado

(João 7.38 – Rev. Giovanni Alecrim em “Caixa de Versos”, edição do autor, São Paulo, SP: 2009)

Da água venha beber. Da água venha viver. Água que é fonte. De vida e alegria. Água que provêm. Do Deus de amor e vida. Água que purifica. Traz alívio e renovo. Água que transborda. Vida nova ao seu povo. Água que é vida. Em terra árida a fecundar. Água abundante. Amor e paz faz brotar.

(Palavra – Rev. Giovanni Alecrim em “Caixa de Versos”, edição do autor, São Paulo, SP: 2009)

Letra no papel. Palavra solta, ao léu. Ordenada e conectada, são palavras, mais nada. Basta o sopro de Deus; Espírito: vida para os seus, Palavra que se torna viva, letras que falam mais que palavras.

(Qual a diferença? – Rev. Giovanni Alecrim em “Caixa de Versos”, edição do autor, São Paulo, SP: 2009)

Entre você e eu. Do que é belo ou feio. Da alegria ou tristeza. Da dúvida ou certeza. Do pecado ou adoração. O que você escolhe? Quando o bicho pega. A vida aperta. Os amigos pressionam. Os pais exigem. Faça hoje sua escolha sem demora. Hoje é o dia.

Agora é a hora! Josué, sem vacilar, fez a sua opção: E o povo intimou: Eu e minha casa serviremos ao Senhor. E você? Vai servir quem? A quem vai seguir?

Eucaristia

(Celebra Saudade – Rev. Giovanni Alecrim em “Caixa de Versos”, edição do autor, São Paulo, SP: 2009)

No peito bate a saudade. Lembrança viva na alma. Palavra que alimenta. Nos dá paz, nos acalma. Os gestos estão vivos no nosso coração. Seu olhar sempre firme, carregado de emoção. Nesta hora celebramos como o Senhor fazia, reunidos como povo celebramos: Eucaristia. Pão: corpo. Vinho: sangue. Lembramos sua vida. Lembramos sua cruz. É bom estar à mesa contigo Senhor Jesus.

(Elementos – Rev. Giovanni Alecrim em “Caixa de Versos”, edição do autor, São Paulo, SP: 2009)

Trigo, farinha, fermento. Suor de um povo. Renovado pelo pão. Pão da vida. Uva, fermento. Cansaço de um povo. Renovado pela Esperança. Vinho da Vida.

(Nesta mesa nos encontramos – Rev. Giovanni Alecrim em “Caixa de Versos”, edição do autor, São Paulo, SP: 2009)

Nesta mesa nos encontramos com pessoas de todo lugar. Não há raça, sexo ou ideias que nos possam separar. Nesta mesa nos encontramos com Jesus Cristo, o Salvador. Vinde comei! Vinde bebei! Esta é a mesa do Senhor.

Envio

(Guia Senhor – Rev. Giovanni Alecrim em “Caixa de Versos”, edição do autor, São Paulo, SP: 2009)

Guia Senhor a minha vida. Guia Senhor o meu caminhar. Que no meu dia a dia eu possa te entregar, toda a minha vida para te adorar.

(Ide – Rev. Giovanni Alecrim em “Caixa de Versos”, edição do autor, São Paulo, SP: 2009)

Ide. Proclamar e batizar. Anunciar e denunciar. Ide. Contemplar e aprender. Amar e fazer. Ide. Mais que uma comissão. De vida, uma opção.

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s