Poesia

Poesia celular

(Escrita em n95 8gb)

Vi no espelho a face
de quem perdeu a vontade
de viver e de amar,
de sorrir e de chorar.

Sonhei com um desejo
puro e sincero:
você na minha vida
pra sempre.

Acordei com um desejo
mesquinho e egoísta:
te fazer sofrer de uma vez,
fugindo daqui pra sempre.

Hoje, o que mais quero
não tenho força para fazer,
sumir, sair, desaparecer,
e assim você me esquecer.

Quero a solidão,
ela dói mas é minha.
Quero o vazio,
ele é frio mas me abraça.

Solidão, fria e presente,
amiga e confidente, inesperada e temida,
minha não-morada.

Minha alma grita.
A dor de aprender,
lenta e suavemente,
a ser só a faz gritar.

Meu coração se cala.
A dor na alma emudece,
paralisa e o consome.
Calado, ele sofre.

No entanto, mesmo
que busque a solidão,
meu coração ainda
grita por você.

Você, que me faz escrever.
Você, que me faz sonhar.
Você, que me faz querer.
Você, que me faz amar.

Quere você, me faz amar.
Querer você, hoje me faz ser só.

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.