Conto

Amor e dor

Desligou o telefone com as mãos trêmulas. Sentiu seus olhos marejarem. Não devia ter ligado. Ou devia? O que seria melhor, o soco na boca do estomago de ser tratado com indiferença ou a ilusão de que as promessas do passado seriam verdades no presente. Quis chorar, mas os olhos marejados não vertiam as lágrimas que, paradas em seus olhos, lhe secava as esperanças. Não foi a primeira vez que ela fez isso com ele. Será a última? Nunca fizeram promessas e juras, sempre fizeram uma promessa – esperar um pelo outro – e uma jura – amar. Agora, a indiferença das palavras, o tom de voz seco e direto lhe puxaram de volta para realidade.

São três da manhã, ele desperta e se vê sozinho no quarto. Boca seca, sede. Realidade. Sim, a realidade não é a campina verdejante com flores e pássaros e trilha sonora, antes, é um deserto árido. Oásis? Desapareceu com o soco que recebera. Senta-se na beira da cama e leva as mãos à testa. Revive sentimentos que há muito não revivera. Percebe que não está bem. Resolve ir até a cozinha. Come uma colher de Nutella tentando adoçar a amargura que sente. Volta para cama. O sono desaparece. Seu pensamento voa. Palavras. Sentidos. Sensações. Tudo toma conta dele e, de repente, a terra árida desaparece e ele está novamente na campina verdejante. Já não sabe o que fazer. Nem imagina como viver. Tenta se recuperar mas percebe que terá que conviver com essa dor e com essa maldita rima sem graça que é rimar amor com dor. Suspira. Sabe que foi profunda e eternamente arrebatado por ela, mesmo ela insistindo em socar seu estômago. Pega no sono novamente pensando nela, pois, desde que se rendera a ela, ela é seu primeiro pensamento ao amanhecer e último ao adormecer.

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.