Artigos

O exemplo da última Ceia

De maneira que, cada vez que vocês comem deste pão e bebem deste cálice, estão anunciando a morte do Senhor, até que ele venha. 1 Coríntios 11:26

A Ceia do Senhor é um meio de graça pelo qual a comunidade, reunida, se encontra com Jesus para celebrar a vitória da vida sobre a morte. No calendário litúrgico, o dia de hoje é reservado para lembrarmos dois episódios que acontecem na mesma ocasião: o lava pés e a última ceia.

A última ceia é um exemplo para nós de acolhimento e inclusão. Assentados à mesa estão os doze discípulos e o Senhor Jesus. Doze homens que, dentro de alguns instantes, virariam as costas para seu mestre. Um o negou, outro o traiu, os demais fugiram e o abandonaram. Jesus, sendo intimamente ligado ao Pai, sabia que enfrentaria sozinho o Calvário. Ele não negou a Ceia a nenhum dos que ali estavam. Ele a ministrou de igual modo a todos. Ele não excluiu, ele incluiu, até mesmo o negador e o traidor. Aprendamos com Jesus a acolher, independente dos erros que cometem. O que traiu teve um triste fim. O que o negou, no entanto, tornou-se a rocha, a pedra que conduziu a igreja de Cristo em seus primeiros anos.

Oração: Senhor, ensina-me a incluir e amar os que erram. É bom saber que o Senhor não me lança fora quando eu erro, mas sim, que eu tenho acesso ao perdão em nome de Jesus, no nome de quem eu oro. Amém.

Reverendo Giovanni Campagnuci Alecrim de Araújo
Pastor da Igreja Presbiteriana Independente do Brasil

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s