Litúrgias

Ano litúrgico A – 3 Ciclo Pascal – 07 – 1º Domingo na Quaresma

Ano litúrgico A – 1º Domingo na Quaresma – Cor litúrgica: Roxo – Leituras: Gênesis 2.15-17, 3.1-7; Salmo 32; Romanos 5.12-19; Mateus 4.1-11

Processional

Prelúdio

Saudação (Jornada de Jesus, de Rev. Giovanni Alecrim)

Compartilhar cada momento. Vivenciar cada instante. Mulheres e crianças. Pescadores e prostitutas. Na jornada da vida, Jesus não negou seu olhar, seu ouvido, suas mãos e suas palavras

Oração de Adoração

Chamada a Adoração (Salmo 32.6,11)

Oficiante: Nos momentos de angústia, todos os que são fiéis a ti devem orar.

Povo: Assim, quando as grandes ondas de sofrimento vierem, não chegarão até eles.

Oficiante: Todos vocês que são corretos, alegrem-se e fiquem contentes por causa daquilo que o Senhor tem feito!

Povo: Cantem de alegria, todos vocês que são obedientes a ele!

Cântico Congregacional

Chamada à confissão (Salmo 32.3-5)

Enquanto não confessei o meu pecado, eu me cansava, chorando o dia inteiro. De dia e de noite, tu me castigaste, ó Deus, e as minhas forças se acabaram como o sereno que seca no calor do verão. Então eu te confessei o meu pecado e não escondi a minha maldade. Resolvi confessar tudo a ti, e tu perdoaste todos os meus pecados.

Cântico Congregacional

Oração silenciosa

Oração de confissão

Declaração de perdão (Salmo 32.1-2)

Oficiante: Feliz aquele cujas maldades Deus perdoa e cujos pecados ele apaga!

Povo: Feliz aquele que o Senhor Deus não acusa de fazer coisas más e que não age com falsidade!

Saudação da paz

Cânticos de Louvor

Oração por iluminação

Leitura do Antigo Testamento Gênesis 2.15-17, 3.1-7; Salmo 32

Leitura do Novo Testamento Romanos 5.12-19; Mateus 4.1-11

Proclamação da Palavra Gênesis 2.15-17, 3.1-7; Salmo 32; Romanos 5.12-19; Mateus 4.1-11

Afirmação de fé O amor de Cristo (Romanos 8.35, 37-39)

Todos: Quem nos separará do amor de Cristo? Será tribulação, ou angústia, ou perseguição, ou fome, ou nudez, ou perigo, ou espada? Em todas estas coisas, porém, somos mais que vencedores, por meio daquele que nos amou. Porque eu estou bem certo de que nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem as coisas do presente, nem do porvir, nem os poderes, nem a altura, nem a profundidade, nem qualquer outra criatura poderá separar-nos do amor de Deus, que está em Cristo Jesus, nosso Senhor.

Ofertório

Cântico Congregacional

Oração de Intercessão

Convite à mesa (“Trigo e pão” – Luiz Carlos Ramos em Culto Arte – Celebrando a vida. Ed. Vozes – Petrópolis, RJ – 2000)

Que o trigo em pão, memória do corpo do Salvador, seja para nossas vidas o vigor e o alimento para o nosso sonhar constante e nunca desfalecer nas lutas; que a cor viva do vinho, lembrança da vida de Cristo, reviva as esperanças da nossa fé para que o dia-a-dia nos seja plena harmonia.

Oração do Senhor

Instituição da Ceia do Senhor

O Partir do Pão

Comunhão do povo

Oração após a Comunhão

Envio (Salmo 32.8)

O Senhor Deus me disse: “Eu lhe ensinarei o caminho por onde você deve ir; eu vou guiá-lo e orientá-lo.

Bênção

Amém

Poslúdio

Pastorais

Avisos

Recessional

 

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s