Poesia

Relance

Por um instante o som
daquelas palavras
o fizeram olhar
para trás.

Era com ele?
Era para ele?

Sim, era para ele
e alheio às palavras,
com o ego inflado
e rubor na face,
seguiu seu caminho,
ignorando a pessoa,
retendo as palavras.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.