Poesia

Recomeçar

Aquele cara quis recomeçar
largar tudo e não olhar para trás.
Mas seu passado lhe sorria ironicamente
e ele só conseguiu corar as escolhas de então.

Ele quis sonhar, mas não dormiu.
Ele quis falar, mas se ausentou.
Ele quis escrever, mas se fechou.

Então ele encontrou os braços abertos
de quem sempre o quis por perto.
No silêncio da sua alma ele a viu
sorrindo, chorando, calada, gritando,
era ela, a solidão.

Inebriado por seu som, silencioso,
ele se entregou, corpo, alma e razão.
Se é que há razão na solidão.
Se é que há razão.
Se é que há.
Se é que.
Se é.
Se.

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.