Poesia

Contemplo

Lindamente se revelam,
sob uma cortina negra,
mostrando-me sua beleza.

Por vezes se escondem,
outras, se mostram timidamente,
outras, aparecem esplendidos.

Adoro contemplá-los,
olhando timidamente,
mexendo-se suave e calmamente.

Já os toquei, bem discreto.
Fizeram-me ir aos céus,
fazem-me sonhar.

Ah, aqueles ombros!

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.