Poesia

Como quero

Quando ela chega tudo para.

Meu olhar já não é mais meu, é dela!
Meu respirar, que acelera, é dela!
Meu desejar (como a quero) é dela!

Quando se vai, tudo volta.
A realidade, sem ela, me atormenta.
Eu a quero! E como quero!

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.