Poesia

Corda e Forca

Brincaram com meus sentimentos:
deram corda e depois me enforcaram.
Ela disse que não. Eu disse que não.
Ela disse que sim. Eu disse que sim.
Eu disse que não. Ela disse que sim.
Eu disse que sim. Ela disse que não.

O que fazer? Meu coração foi cego.
Não dizem que é assim: cego o coração!
Não queria sofrer. Aliás, não quero.
Também não quero me sujeitar a migalhas de carinho.
Migalhas de carinho: sofrimento em doses homeopáticas.
Também não quero brincar com os sentimentos de ninguém.

Agora eu fico aqui, sofrendo.
Ela lá. Será que ela sabe o que fez?
Não quero discutir mais esse assunto.
Vou viver. Be Happy! Ser feliz!
Músicas passam pela minha mente,
todas dizem, basicamente, a mesma coisa:
sofrer de amor é viver!
Soframos e vivamos!

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.