Poesia

Chega

Uma rua, uma esquina.
Em um país qualquer,
em uma cidade perdida.
Vendem falsa felicidade
como se fosse bobagem.
Com um sorriso aberto
como se isso fosse bom.

Mais um ano, mais um dia,
eu continuo vagando pela cidade perdida.
Matam pessoas como quem pisa em grama.
Matam por drogas, matam por grana.
Destroem vidas, exterminam futuros,
sujam suas vidas
Marcas de sangue no muro.

Chega! Isso não leva nada!
Chega! Tanta violência, essa vida tá errada!
Chega! Já se cansou de ver o outro sofrer?
Chega! Vem, vamos voltar a viver!

Vida só em Jesus!
Vamos voltar a viver!

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.