Poesia

Sonho distante

Hoje eu acordei, coloquei minhas asas e voei.

Fui para longe,
onde o choro é de alegria,
onde a alegria é pura,
onde a pureza é vida
e a vida não tem pressa de acontecer.

Eu fui e não queria voltar.
Então um anjo me trouxe um relógio,
e o relógio me chamou,
eu acordei,
fui obrigado a sorrir,
quando queria chorar.
Fui obrigado a ser feliz,
quando eu era triste.
Fui obrigado a viver

Triste de mim,
tenho de viver.
Preferia morrer.

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.