Poesia

Caia-ia

Tente fugir se for capaz
de um sentimento que não se consumou.
Se esconda atrás da carência,
busca um outro alguém para substituir.

Esse ser que te domina,
que te prende e te fascina,
depois você acorda,
se afunda, se morre, se ferra.

Fuja, corra, e acorde no dia seguinte.
A tua vida é clean demais para mim.
A tua vida é falsa demais.
Tire a tua mascara e olha no espelho,
o que verás não é luxo nem felicidade.
Acorda para vida.

 

Sai do fundo do poço.
A tua vida está sem saída.
Vem, vamos morrer juntos.
A morte é a saída?
Por que ela vem?
Por que ela me atormenta?

Já não aguento mais.
Ontem tinha amigos,
hoje não os tenho mais.
Todos se foram.

Vem vamos cobrar um dos outros,
Ele já está na ponta do abismo,
vamos empurrar para ele cair.

Acabe comigo,
me destrua.
Ver meu sangue,
é o teu prazer.
Ver meu novo paletó,
é a sua alegria.
Me afundar mais no poço,
só para te satisfazer.

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.