Artigos

Discipulado

Você, que é membro de uma Igreja, pode contar os benefícios que a vida com Cristo, na comunidade, tem para você? Para usar uma linguagem “igrejeira”, quais são as muitas bênçãos que Deus tem derramado sobre sua vida? Você pode listar? E por que você vai à Igreja? Para ser mais bíblico: Estejam prontos para falar e explicar a qualquer um que perguntar por que vocês adotaram esse estilo de vida, sempre com a maior gentileza. 1 Pedro 3.13 Por que você crê em Cristo?

Tais perguntas devem sempre ter respostas prontas. Como servos de Cristo, devemos saber a quem servimos e porque servimos. Tais respostas nos levarão de encontro à necessidade de nos capacitarmos para conhecer melhor a vontade de Deus e anunciar a mensagem da salvação. Aquilo que me faz bem eu quero ao meu próximo. O Evangelho transformou minha vida, por isso anuncio o evangelho.

O amor cristão deseja ver na vida das pessoas o mesmo que Deus deseja ver nelas: uma obediência frutífera e fiel a Cristo. (Mez McConnel e Mike McKinley, Igrejas em lugares difíceis, Fiel Editora)

Para sermos obedientes de maneira frutífera devemos conhecer e proclamar a mensagem do Evangelho a toda e qualquer pessoa. Mais que desejar que meu parente se converta, é anunciar a mensagem do Evangelho a ela. Mostrando que a vida com Cristo é uma vida verdadeira e que há sim uma solução para nossas vidas.

Como, no entanto, anunciar o evangelho? Não há fórmulas mágicas, há o testemunho de nossa vida e, havendo oportunidade, o ensino da vontade de Deus. Nesse ponto, uma ótima maneira de se ensinar a vontade de Deus é por meio do discipulado. O discipulado é mais que um curso bíblico, é a oportunidade de você debater, à luz da Palavra de Deus, temas da vida com seus amigos. O discipulado não é um curso ou um programa, é a forma como Jesus nos ensina a viver sua vontade: compromisso com o próximo, ensino bíblico, condução para o batismo. Talvez aqui devamos recorrer à seguinte pergunta:

A pergunta não é se o discipulado custará caro (isso já é certo), mas como podemos investir melhor nossas vidas no Reino de Deus? (Mez McConnel e Mike McKinley, Igrejas em lugares difíceis, Fiel Editora)

Percebe? O discipulado não é algo barato. Exige envolvimento, construção de um relacionamento de amizade com o discipulando e dedicação de tempo. A pergunta que faço a você é se você deseja investir sua vida no Reino de Deus ou apenas esquentar o banco da Igreja. A resposta a essa pergunta não me compete, como pastor, pois o meu sonho é que nossa igreja seja uma igreja 100% discipulada e discipuladora, assim viveremos uma obediência frutífera e fiel a Cristo. A resposta a essa pergunta compete a você, que me lê. Por quem você tem orado? Quem, na sua visão, necessita da mensagem do Evangelho para ter a vida transformada? Pronto! Você já tem a quem discipular. Agora, procure um discipulador e seja discipulado para então começar a anunciar o evangelho para essa pessoa.

O discipulado é um processo lento e pode (ou até deve) levar a vida inteira, no entanto, é o que Cristo fez com os discípulos, que reproduziram na vida da igreja, e que chega até hoje: indo, ensinando, formando discípulos e batizando. Esse é o nosso desafio? Não, essa é a razão da nossa vida até que Jesus volte. Maranata, ora vem Senhor Jesus.

Reverendo Giovanni Alecrim
Pastor da Igreja Presbiteriana Independente do Brasil

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s