Sermões

Desenvolvendo nossa fé

Esboço do sermão pregado na Igreja Presbiteriana Independente de Araraquara em 24 de julho de 2016, texto bíblico do 17º Domingo no Tempo Comum.


Introdução

  • A fé é a base sobre a qual nos relacionamos com Deus.
  • Pela fé em Cristo Jesus temos o caminho para nos relacionarmos com o Deus Trino.
  • Sabemos da importância do desenvolvimento da nossa fé
  • Como desenvolver nossa fé?
  • Como alimentar nossa fé?
  • Como podemos saber se nossa fé se desenvolve saudavelmente?

Leitura do Texto: Colossenses 2.6-7

Ora, como recebestes Cristo Jesus, o Senhor, assim andai nele, nele radicados, e edificados, e confirmados na fé, tal como fostes instruídos, crescendo em ações de graças.

Explicação

Quanto ao Livro

  • Escrita em 60 d.C., da prisão
  • Autoria atribuída a Paulo
  • Consolidar o ensino apostólico sobre os falsos ensinos que estavam sendo semeados na comunidade pelos judeus e pelos gentios
  • Falsos ensinos: semente do gnosticismo que afirmava que Jesus não era da trindade e havia uma necessidade de evolução espiritual.
  • Paulo não plantou essa igreja, foi Epafras, que relatou os problemas ao apóstolo em uma visita na prisão.

Anterior ao texto

  • A excelência da obra de Cristo
  • A alegria e o mistério da evangelização
  • Paulo se apresenta e demonstra seu interesse pela comunidade.

Posterior ao texto:

  • Jesus como Filho de Deus, redentor e Salvador.

Quanto ao texto escolhido.

  • Recebeste:
    • Paulo emprega um termo familiar da sinagoga. Receber da tradição os ensinos para poder transmitir.
    • O termo também era usado em dos eventos místicos fora do judaísmo indicando receber força e conhecimento. (Próximo ao neopentecostal “Receba!”).
    • É com receber a Cristo, e não com nosso agir, que começa a caminhada cristã.
  • Andai nele: termo recorrente no Novo Testamento e indica a forma como o cristão deveria agir: igual a Cristo.
  • radicados, e edificados, e confirmados: três figuras para comunicar a firmeza na fé: raízes profundas de uma árvore, alicerces seguros para um prédio firme e confirmação para provar a veracidade de um fato.
  • Na fé: Aqui Paulo refere-se à verdade da doutrina cristã. A maturidade cristã se dá a partir do fundamento da verdade bíblica. Por isso a ênfase nas imagens de firmeza antes do termo.

Olhando para o contexto de Colossenses vamos hoje falar sobre a necessidade de desenvolver nossa fé, sabendo o que recebemos e qual deve ser o nosso alicerce.

O que recebemos

  • Leitura: Ora, como recebestes Cristo Jesus, o Senhor, assim andai nele
  • Frases de aplicabilidade
    • O nosso conceito de “fé” e “Reino de Deus” diz muito a respeito do que recebemos a respeito de Cristo
    • Muitos receberam e recebem apenas uma vida religiosa
    • Muitos receberam e recebem apenas um conceito social
  • Aplicação: Precisamos nos aproximar mais da Palavra de Deus, em comunhão com nossos irmãos de fé, para compreendermos quem é Jesus que recebemos como testemunho dos apóstolos.
  • Ilustração: Em Éfeso Paulo teve um encontro com pessoas que haviam recebido o batismo de João, batismo de arrependimento, e diante do alicerce em que eles haviam sido instruídos, Paulo pregou-lhes o verdadeiro Cristo, impondo-lhes as mãos e sendo derramado sobre eles o Espírito Santo. (Atos 19.1-7)
  • Conclusão: Ter a certeza de quem recebemos e o que recebemos nos dá a certeza da nossa fidelidade à Cristo e à missão que ele nos confiou.

O nosso alicerce

  • Leitura: nele radicados, e edificados, e confirmados na fé
  • Frases de aplicabilidade:
    • Raízes profundas indicam segurança de onde vem o nosso alimento. Ser profundamente arraigado é ser bem nutrido.
    • Bem edificado indica segurança de nossas convicções de fé. Ser bem edificado indica que não há tempestade que derrube ou abale.
    • Quão bem nutrida é sua fé? Quão bem edificado é você? As respostas a essas perguntas não são verbais, são nossas atitudes diante das circunstâncias adversas da vida.
  • Aplicação: O nosso alicerce não pode ser religioso ou cultural. O nosso alicerce é Jesus e sua Palavra e é o testemunho dos apóstolos acerca de Jesus e sua Palavra.
  • Ilustração: Jesus nos apresentou os dois alicerces. Um da casa construída na rocha e outra na areia. (Mateus 7.24-27)
  • Conclusão: Devemos ter certeza de como alimentamos nossa fé e onde ela está fundamentada.

Com o crescimento, vem a gratidão.

  • Leitura: tal como fostes instruídos, crescendo em ações de graças
  • Frases de aplicabilidade:
    • A instrução que recebemos nos conduz ao crescimento da fé
    • A ação de graças é a gratidão pelo que receberam.
    • A ação de graça é a obediência aos fundamentos recebidos
    • A ação de graça é a antítese da culpa e da ansiedade
    • A ação de graça leva a viver agradecido e não reclamando
  • Aplicação: Uma vida que rende ação de graças constante não tem tempo para se entregar a reclamações. Gratidão é fruto do crescimento da fé. Por isso rendemos graças em toda e qualquer situação.
  • Ilustração: Um dos versículos usados de forma mais equivocada em nossos dias é Filipenses 4.13: Tudo posso naquele que me fortalece. Ele é usado como argumento para nosso poder e o poder de se fazer tudo. Não é isso que Paulo disse. Nos versículos 11 e 12 o apóstolo expressa que em toda e qualquer circunstância ele sabe viver feliz e que o poder para enfrentar a adversidade e viver nos tempos bons vem daquele que o fortalece. Uma fé fortalecida, pois, “aprendi a viver contente em toda e qualquer situação”.
  • Conclusão: Um bom termômetro para saber se sua fé cresce a cada dia é o quão grato você é. Você agradece mais que reclama?

Conclusão

  • Como desenvolver nossa fé? Sabendo de quem o recebemos: se da religiosidade, da cultura ou da Palavra de Deus.
  • Como alimentar nossa fé? Fundamentando-a no alicerce que é Jesus.
  • Como podemos saber se nossa fé se desenvolve saudavelmente? Avalie o quão grato a Deus você é em sua vida.
  • Olhemos para as palavras de Paulo aos Colossenses como diretrizes para nossas vidas: recebemos o testemunho apostólico, a Palavra de Cristo. Vamos vivê-la e transmiti-la.

Desenvolvendo nossa fé

  • Vamos começar vendo que nossa fé se desenvolve quando sabemos o que recebemos: ter a certeza de quem recebemos e o que recebemos nos dá a certeza da nossa fidelidade à Cristo e à missão que ele nos confiou.
  • Vamos continuar vendo que nossa fé se desenvolve quando sabemos qual é o nosso alicerce: devemos ter certeza de como alimentamos nossa fé e onde ela está fundamentada.
  • Vamos continuar vendo que nossa fé se desenvolve quando, com o crescimento, vem a gratidão: um bom termômetro para saber se sua fé cresce a cada dia é o quão grato você é.

Reverendo Giovanni Alecrim
Pastor da Igreja Presbiteriana Independente do Brasil

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s