Sermões

A melhor parte

Esboço do sermão pregado na Igreja Presbiteriana Independente de Araraquara em 17 de julho de 2016, texto bíblico do 16º Domingo no Tempo Comum.


Introdução

  • Somos diariamente intimados a escolher o melhor.
  • Escolher o melhor, quem não quer?
  • O que é o melhor de Deus para nós?
  • Como identificar o melhor de Deus para nossa vida?

Leitura Bíblica: Lucas 10.38-42

Indo eles de caminho, entrou Jesus num povoado. E certa mulher, chamada Marta, hospedou-o na sua casa.
Tinha ela uma irmã, chamada Maria, e esta quedava-se assentada aos pés do Senhor a ouvir-lhe os ensinamentos.
Marta agitava-se de um lado para outro, ocupada em muitos serviços. Então, se aproximou de Jesus e disse: Senhor, não te importas de que minha irmã tenha deixado que eu fique a servir sozinha? Ordena-lhe, pois, que venha ajudar-me.
Respondeu-lhe o Senhor: Marta! Marta! Andas inquieta e te preocupas com muitas coisas.
Entretanto, pouco é necessário ou mesmo uma só coisa; Maria, pois, escolheu a boa parte, e esta não lhe será tirada.

Explicação

Quanto ao Livro

  • Escrito entre 60-63dC.
  • Destinado aos cristãos de fala grega.
  • Autoria tradicionalmente atribuída a Lucas

Anterior ao texto

  • Jesus havia saído de Samaria
  • Havia, no caminho, posto à prova quem queria segui-lo
  • Enviado setenta discípulos a falar do evangelho
  • No regresso dos setenta, falava sobre a sua condição de salvador dos humildes.
  • Parábola do Bom Samaritano

Posterior ao texto:

  • Encerra um bloco discursivo.
  • Oração dominical

Quanto ao texto escolhido.

  • Marta e Maria: há grandes indícios que apontam, se somarmos com os relatos de João, de que se tratam das irmãs de Lázaro. Marta era possivelmente a mais velha, visto que sempre é citada primeiro e aqui o texto dá entender que a casa era dela. De marta veio a confissão de fé: “Senhor, se estiveras aqui, não teria morrido meu irmão. Mas também sei que, mesmo agora, tudo quanto pedires a Deus, Deus to concederá”. Maria possivelmente era a mais nova, dela veio a confissão “Sim, Senhor, respondeu ela, eu tenho crido que tu és o Cristo, o Filho de Deus que devia vir ao mundo”.
  • Betânia: assumindo-se que são as irmãs de Lázaro, a vila, conforme relato de João 11, é Betânia, cerca de 3km de Jerusalém.
  • Marta agitava-se: indica a preocupação dela em servir, e dar a entender que Maria deixou de ajudar para ouvir Jesus, o que indigna Marta.
  • Uma só coisa: não está fazendo referência a uma só comida na mesa, mas sim a buscar uma só coisa, nem só de pão viverá o homem!
  • Jesus e os discípulos: elas não hospedaram só a Jesus, mas também aos doze, e quiçá, mais alguns chegados.
  • Mulheres discípulas: Não era prática da época mulheres serem ensinadas na Palavra de Deus. Jesus quebra este princípio e da boca de Marta e Maria viriam a súmula da missão filho, nas confissões que já citamos acima.

A partir deste encontro de Jesus com Marta e Maria é que quero meditar sobre escolher a melhor parte: negando a si mesmo e submeter-se a Jesus.

Negar a si mesmo

  • Leitura: v. 40
  • Frases de aplicabilidade:
    • Não ouvia: A necessidade de se afirmar, sempre ocupada
    • Preocupada: A necessidade de ser alguém e provar algo
    • Sacrifica-se: A necessidade de agradar os outros
    • Efêmera: A necessidade de se ocupar com coisas temporais
  • Aplicação: Não deixe que funções e cargos preencham o espaço que é reservado a Cristo. Inércia espiritual tende a nos levar a buscar soluções aconchegantes para o nosso ego, mas infiéis ao chamado de Deus para nós.
  • Ilustração: A Bíblia de Estudo “Celebrando a Recuperação” nos apresenta o depoimento de Janet. Durante anos Janet buscou agradar os outros. Foi assim com seus pais, com seu marido, com seus filhos. Até o dia em que Cristo tocou em seu coração ela percebeu que sua dependência em agradar aos outros era uma doença da qual ela precisava ser liberta. Em Cristo ela encontrou o caminho para a liberdade e para dar frutos em sua vida.
  • Conclusão: Em Cristo podemos nos livrar das amarras que nos prendem a uma vida de ativismo religioso e inércia espiritual. Ele nos convida a assentarmos aos seus pés e aprendermos dele.

Submeter-se a Jesus

  • Leitura: v. 41
  • Frases de aplicabilidade:
    • Ouvia: A necessidade aprender e ser ensinada.
    • Confiante: A necessidade de saber de Deus para nele viver
    • Adoradora: A necessidade de estar aos pés de Jesus
    • Eterna: A necessidade de se ocupar com o que é eterno
  • Aplicação: Só se aprende a ouvir, confiar e adorar quando se deixa de lado o que é efêmero e passa-se a priorizar o que é o eterno, que nos conduzirá a amar a Deus e ao nosso próximo.
  • Ilustração: Estou lendo a biografia de Ashbel Green Simonton, nela são relatados o zelo e o cuidado de Simonton para com sua relação com Deus. É dela que extraio a seguinte frase do pastor que trouxe o evangelho na perspectiva presbiteriana para o Brasil “Quando a alma se une a Cristo pela fé é que ela começa a cumprir seu propósito de vida”.
  • Conclusão: A escolha de Maria foi acertada por colocar em primeiro lugar Jesus, e não a vontade de sua irmã. Ouvir primeiro, agir em seguida. Escolha a melhor parte, escolha estar aos pés de Jesus e cumpra o seu propósito de vida.

Conclusão

  • O que é o melhor de Deus para nós? É Jesus, que veio para nos salvar. Nosso dever é estar aos pés dele para aprender e submeter-se à sua vontade.
  • Como identificar o melhor de Deus para nossa vida? Assentando-se aos pés de Jesus e se submetendo aos ensinos e exemplos do mestre. Ele nos aponta a direção e caminha conosco.

A melhor parte

  • Negar a si mesmo: Em Cristo podemos nos livrar das amarras que nos prendem a uma vida de ativismo religioso e inércia espiritual. Ele nos convida a assentarmos aos seus pés e aprendermos dele.
  • Submeter-se a Jesus: A escolha de Maria foi acertada por colocar em primeiro lugar Jesus, e não a vontade de sua irmã. Ouvir primeiro, agir em seguida. Escolha a melhor parte, escolha estar aos pés de Jesus.

Reverendo Giovanni Alecrim
Pastor da Igreja Presbiteriana Independente do Brasil

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s