Sermões

A minha graça te basta

E, para que não me ensoberbecesse com a grandeza das revelações, foi-me posto um espinho na carne, mensageiro de Satanás, para me esbofetear, a fim de que não me exalte. Por causa disto, três vezes pedi ao Senhor que o afastasse de mim. Então, ele me disse: A minha graça te basta, porque o poder se aperfeiçoa na fraqueza. De boa vontade, pois, mais me gloriarei nas fraquezas, para que sobre mim repouse o poder de Cristo. Pelo que sinto prazer nas fraquezas, nas injúrias, nas necessidades, nas perseguições, nas angústias, por amor de Cristo. Porque, quando sou fraco, então, é que sou forte.

(2Corínitos 12.7-10)

Crédito: freeimages.com

Nada mais que a graça de Deus é o suficiente para nós. Paulo pede a Deus que lhe retire um espinho na carne. O que seria tal espinho? Muito se debate a respeito. Há quem afirme ser uma deficiência física do Apóstolo. Outros afirmam ser um demônio a lhe atormentar. Outros ainda pontuam que seja a constante perseguição dos judeus. O fato é que, com o que as escrituras nos revelam, não se pode definir o que é. José Comblin, teólogo belga que viveu radicado no Brasil, nos diz que

“O espinho na carne foi dado como consequência do privilégio da revelação. A revelação do paraíso podia gerar orgulho e arrogância. Para que tal não acontecesse, Jesus enviou a Paulo um sofrimento específico. O texto não permite dizer o que era esse ‘espinho na carne’, mas era sem dúvida um sofrimento permanente, uma espécie de lembrança permanente da condição de fraqueza do missionário”.

(Segunda Epístola aos Coríntios, Comentário Bíblico, José Comblin, Editora Sinodal, Imprensa Metodista e Editora Vozes, 1991, pg. 227)

Trecho do Sermão A providência, da Série Graça, pregado em 6 de março na IPI Araraquara, SP

Reverendo Giovanni Alecrim
Pastor da Igreja Presbiteriana Independente do Brasil

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s