Artigos

Por que as pessoas se casam?

Parte 1 de 4 do texto escrito para o Curso para noivos da Igreja Presbiteriana Independente de Araraquara.


 

Boa pergunta! Se procurássemos nossos amigos para perguntar, as respostas seriam as mais variadas: companheirismo, amor, sexo, aceitação social, vantagem econômica, segurança e ter filhos. Há quem defenda, em estudos recentes, que é possível se ter todas essas coisas sem se casar. Numa sociedade onde se sai cada vez mais tarde da casa dos pais e “viver junto” tornou-se algo comum, porque ainda vemos o alto número de matrimônios? Para nós, cristãos Presbiterianos Independentes, há uma razão do casamento ainda ser procurado e realizado: a bênção de Deus. Vamos, no encontro de hoje, olhar com os olhos da fé para alguns princípios que norteiam o casamento e que responde à pergunta acima: Por que as pessoas se casam?

Companheirismo e compromisso

Gênesis 2.18 é o padrão citado para demonstrar que o ser humano não deve viver só, exceto se vocacionado para tal. Homem e mulher foram criados para a unidade, não uma mera unidade física, mas também emocional, social e espiritual. As pessoas se casam por diversos motivos, mas devem se casar, principalmente, para que possam experimentar uma união profunda em todos os níveis de suas vidas. Não se trata apenas de contrato social, mas um plano de vida que passa a ser trilhado junto. Encarar o casamento como licença para ter relações sexuais, licença para morar junto, licença para ter uma “válvula de escape” emocional é reduzir o casamento à uma relação utilitarista. O casamento não é o que meu cônjuge tem a me oferecer, mas sim o que eu posso oferecer ao meu cônjuge e o que juntos podemos fazer. O compromisso em desenvolver uma união profunda em todos os níveis da vida desde o início do casamento criará as bases para uma relação fortalecida diante das dificuldades.

Ser um

Gênesis 2.24 é a base para definirmos o “ser um” no casamento. Ser um não se trata de uniformidade, mas sim de diversidade em meio à unidade. É pensar diferente, ter gostos diferentes, sonhos diferentes e, ainda assim, olhar na mesma direção e não se ver mais sem o outro. A unidade aqui não é apenas entre marido e mulher, mas sim uma unidade de três partes: marido e mulher e Deus. Esta unidade não se dá apenas na relação com a Igreja, mas no dia a dia do casal. Um casal só pode experimentar “ser um” se estiver profundamente comprometido um com o outro e com Deus. É uma relação construída a três. Mais uma vez, o compromisso individual é fundamental para a construção de uma nova família. “Ser um” é buscar a unidade da Trindade em nosso casamento: somos pessoas diferentes, mas buscamos o desenvolvimento de nossas vidas, não apenas de um do casal, mas do marido e da mulher.

Por que as pessoas se casam? As respostas podem ser muitas, mas cristãos, Presbiterianos Independentes, casam-se para experimentar uma vida de companheirismo e compromisso com seu cônjuge em com Deus de maneira intensa e profunda, em todas as áreas de suas vidas. Não é apenas uma cerimônia religiosa, um contrato social, mas sim uma escolha para a vida, em que estamos profundamente comprometidos com o outro e com Deus a construir uma nova vida, uma vida à três, regida pelo amor e pela direção de Deus e sob a bênção dele. Vir diante do altar, no dia do casamento, é pedir que Deus tome conta de nossa família, que se inicia naquele momento, como um novo ser, uma só carne, um só corpo diante de Deus. Estar diante do altar no dia do nosso casamento é receber a bênção de Deus para uma nova etapa de nossas vidas, e nada melhor que começar diante do altar, com a bênção de Deus, que nos chama para sermos um.

Reverendo Giovanni Alecrim
Pastor da Igreja Presbiteriana Independente do Brasil

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s