Artigos

Sete maneiras de cuidar do seu pastor

Texto publicado originalmente em NoBarquinho


Como você cuida do seu pastor?

Eu comecei a entender isso quando li um artigo, que depois foi transformado em panfleto, intitulado Praying for Sunday: You, Your Pastor and Your Next Sermon [Orando pelo domingo: Você, Seu Pastor e Seu Próximo Sermão]. É um recurso prático que provê grande aprendizado.

Depois de seis anos servindo no ministério pastoral, eu sei que abordar o tema do cuidado pastoral pode ser embaraçoso. Mas isso não tem que ser assim sempre.

Aqui estão sete maneiras simples com que os membros da igreja podem cuidar de seu pastor.

Crédito: freeimages.com

1. Ore por ele e com ele

Essa é, provavelmente, a mais óbvia. Durante meu primeiro ano pastoreando, as qualificações bíblicas para o ministério me atingiram em cheio (1Tm. 3.1-7, Tt 1:7-9). Há uma grande diferença entre estudá-las e perceber que seu emprego depende delas.

Pastores precisam de oração todo dia. Não apenas são bombardeados com tarefas administrativas menores que roubam seu tempo, como também são assaltados com tentações ao orgulho, preguiça e lascívia, entre outras coisas. Nós devemos orar por sua perseverança em permanecer qualificado – o que inclui ser “irrepreensível” (1 Tm. 3:2).

Além disso, ore com seus pastores. Procure-os. Seus corações são tão pesados quanto o seu. E não há maior alegria que saber que o povo de Deus está orando por você.

2. Converse com ele sobre seu sermão

Em média, um pastor gasta algo entre 10 a 20 horas no preparo do sermão. Se ele prega duas ou três mensagens por semana, isso significa que passará de 20 a 45 horas apenas preparando sermões.

Se o seu pastor é um pregador expositivo, venha preparado para ouvir a Palavra de Deus. Se ele é um pregador de séries temáticas, contate o gabinete da igreja para conseguir os próximos temas e passagens. Estude o texto antes de vir à igreja e elabore boas questões para lhe perguntar.

Um pastor fiel se alegra grandemente em explicar a Palavra de Deus. Pergunte o que ele aprendeu desse estudo. Levante uma questão que lhe ocorreu enquanto lia o texto. Pergunte com que questões teológicas a passagem se relaciona e como. Comece uma conversa sobre o sermão. Depois de mais de 20 horas de preparação, você terá uma fonte de sabedoria diante de você.

3. Conte-lhe como Deus tem te edificado

Quando eu era um pastor, uma das minhas maiores alegrias era ouvir as ovelhas dizendo como elas estavam sendo refinadas. Era tão encorajador ouvir o que elas estavam aprendendo e como o Senhor as estava edificando.

Observe a resposta de Paulo ao ouvir sobre uma antiga congregação:

Agora, porém, Timóteo acaba de chegar da parte de vocês, dando-nos boas notícias a respeito da fé e do amor que vocês têm. Ele nos falou que vocês sempre guardam boas recordações de nós, desejando ver-nos, assim como nós queremos vê-los.

Por isso, irmãos, em toda a nossa necessidade e tribulação temos bom ânimo a seu respeito, por sabermos da sua fé; (1 Ts. 3:6-7)

Esse relatório trouxe grande conforto e força para Paulo. Soprou vento em suas velas. E também será renovador para o seu pastor ouvir sobre seu crescimento em Deus.

4. Se importe com as finanças dele

Pastores, tipicamente, ganham pouco. Seu pastor pode até estar passando dificuldades, mesmo que ele nunca te diga isso. É verdade que nós não devemos pastorear o rebanho de Deus por ganância (1Pe. 5:1-4). Mas se seu pastor não estiver sendo pago generosamente, sua mente e coração provavelmente estarão divididos:

Os presbíteros que lideram bem a igreja são dignos de dupla honra, especialmente aqueles cujo trabalho é a pregação e o ensino, pois a Escritura diz: “Não amordace o boi enquanto está debulhando o cereal”, e “o trabalhador merece o seu salário”. (1Tm. 5:17-18)

Nós devemos nos certificar de que nossos pastores estão financeiramente estáveis. O corpo local coleta seus recursos financeiros; eles dão a seu pastor para liberá-lo para pastorear sem preocupações com sua pobreza.

Cuide de seus filhos para que ele e sua esposa tenham uma noite romântica. Presenteie com uma saída em família, talvez anonimamente. Seja criativo e generoso com seu cuidado financeiro.

5. Se importe com a esposa dele

A esposa do pastor tem um papel difícil. Como pastor, sempre me desencorajava quando sabia de um problema na igreja através de minha esposa. “Como ela soube disso?” Alguém da igreja contou a ela.

Cuidar de seu pastor significa ajudá-lo a proteger sua esposa dos muitos segredos e coisas tristes em sua igreja. Eu te garanto, ela não precisa saber de tudo.

Além disso, tenha uma expectativa realista de seu papel. Ela é exatamente como você, uma serva de Cristo. Ela é exatamente como você, uma esposa tentando honrar seu marido. Ela é exatamente como você, uma mãe batalhadora e desencorajada. Ela é exatamente como você, uma mulher tentando honrar o Senhor com sua vida. Ela é exatamente como você, um membro comum da igreja. Então sirva e ame-a como você faria com outros no corpo.

6. Amplie sua biblioteca

A Biblioteca de seu pastor é uma de suas valiosas posses. Ele ama seus livros e precisa deles. E ele provavelmente precisa adquirir mais. Eles o ajudarão a se tornar um melhor pastor, teólogo, intérprete da Bíblia, conselheiro, marido e pai.

Veja a pequena lista de itens que Paulo desejou que estivessem perto dele no fim de sua vida: “Quando você vier, traga a capa que deixei na casa de Carpo, em Trôade, e os meus livros, especialmente os pergaminhos.” (2Tm. 4:13)

No final de sua vida, o apóstolo encarcerado quis a companhia de seus mais chegados amigos ministeriais e material de leitura.

Não necessariamente compre para seu pastor livros que você está lendo ou que você pensa que o ajudariam. Pesquise um pouco. Sobre o que ele está pregando? O que ele está estudando? Ele ama as línguas bíblicas? Pergunte a um de seus amigos de confiança. Ele tem uma lista de desejos na Amazon? Se não, peça que ele crie uma.

7. Siga sua liderança

Eu guardei esse para o final de propósito. Submeter-se a seu pastor pode ser difícil. Mas você trará lhe alegria ao coração – e ao seu – se estiver sob sua liderança piedosa:

Obedeçam aos seus líderes e submetam-se à autoridade deles. Eles cuidam de vocês como quem deve prestar contas. Obedeçam-lhes, para que o trabalho deles seja uma alegria e não um peso, pois isso não seria proveitoso para vocês. (Hb. 13:17)

Existe uma correlação direta entre sua obediência e a alegria de seus líderes. Trabalhe duro para se submeter – alegremente, não invejosamente – a sua liderança. Ela é o meio de seu Salvador de prover supervisão espiritual para sua alma.

Pode ser útil começar uma conversa com seu pastor titular, presbíteros ou outros para determinar como essa questão se apresenta a você. Se você luta para se submeter, seja honesto sobre isso com outros em sua vida. Há momentos em que é prudente mudar de igreja. De qualquer forma, inicie uma conversa.

Como você tem cuidado do seu pastor atualmente? De que outras maneiras você poderia cuidar dele? Eu oro para que você seja encorajado a fazê-lo e começar a implementar algumas dessas ideias.

(Texto de Shawn J. Wilhite, livremente traduzido do site http://www.thegospelcoalition.org)

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s