Sermões

E Deus tornará a trazer de volta o passado

A vida é feita de ciclos. É importante para nós que compreendamos que tudo quanto fazemos está cercado de início, meio e fim e que determinadas circunstâncias são, nada mais, que circunstâncias. A ocasião desta noite é a oportunidade de contemplarmos um ciclo que se encerra e se abre. Atingir os sessenta anos de idade é contemplar os ciclos da vida que passaram e esperar pelos que virão. Atingir os trinta e sete anos de casado é contemplar os ciclos do casamento que passaram e esperar pelos que virão. Atingir os vinte e cinco anos de ordenado ao Ministério da Palavra e dos Sacramentos é contemplar os ciclos do ministério que passaram e que ainda virão.

Os ciclos da vida nos fazem compreender a finitude da vida, mas principalmente, contemplar a infinitude da vida em Cristo Jesus. O texto para nossa meditação esta noite fala sobre estes ciclos que se renovam e que se apresenta. Abra sua Bíblia no texto de Eclesiastes 3.14-15 e acompanhe a leitura que farei na Tradução Contemporânea A Mensagem

Também concluí que o que Deus fez, feito está, não há o que pôr nem tirar. Deus fez. Ponto final. Então, é melhor parar de questionar e adorar a Deus, em santo temor. Tudo o que passou, passou e tudo o que será, será; e Deus tornará a trazer de volta o passado!

O livro do Eclesiastes talvez não seja um bom referencial no que se diz respeito a comemorações. Dado o tom do discurso do Pregador, o autor em questão, o Eclesiastes está mais para um livro sobre o qual nós devamos nos debruçar para buscar respostas para angústias da vida do que propriamente celebrar. Ninguém mandou convidar o genro para pregar. Brincadeiras à parte, são destas respostas que nós vamos meditar hoje. E seremos breve.

Quando se chega a idade chamada redonda, os 20, 30, 40, 50, 60 e por aí vai, dizem os analistas, tendemos a questionar a nós mesmos sobre o sentido da vida, o que fizemos e o que ainda faremos. A pergunta que fazemos pode nos remeter ao passado ou ao futuro. Vai do momento em que se vive. A Bíblia de Estudo Aplicação Pessoal nos ajuda a compreender estes questionamentos.

Qual e o propósito da vida? Temer e obedecer ao Deus Todo-poderoso. Temer a Deus significa respeitar e permanecer reverente a ele por ser quem é. O objetivo da vida começa com quem conhecemos, não com o que sabemos ou com a noção de quão bons somos. É impossível cumprir o propósito que nos foi dado por Deus a menos que o respeitemos e demos semente a ele o primeiro lugar em nossa vida.

Ao contemplar sessenta anos de idade, não se olha apenas para o passado, nem tão pouco para o futuro. Se olha para quem está ao nosso lado. Com quem você chega ao seu lado, no dia de hoje. Ao invés de se questionar sobre a vida, adore. Este é o convite para o aniversariante do dia, mas também para nós, que aqui estamos celebrando. Olhar para a vida que passou e a vida que virá e ter a certeza que, independentemente de onde estejamos, Deus estará lá conosco.

Se tudo o que Deus já fez, está feito, o que há então para se viver? O questionamento do Pregador é válido para o dia de hoje. Quando se chega a trinta e sete anos de convivência a dois, há quem se surpreenda. Trinta e sete anos é o tempo de uma vida. Uma vida a dois, que se renova diariamente, que olha para o lado e vê que ali está o Senhor Deus, que abençoou desde o início e, em meio às crises e vitórias, lá está Deus, abençoando, direcionando e mostrando que tudo o que há, já foi feito e tudo o que tem para ser feito é adorar a Deus pelas ricas bênçãos dele na família.

Se tudo o que passou, passou e o que será, será, o que há então para ser feito? Olhamos para vinte e cinco anos de Ministério e pensamos: o que há para ser feito. Muito há para ser feito ainda. Quando temos a oportunidade de olhar para a vida profissional de alguém, o que se pensa é no legado e na aposentadoria que se viverá. Quem aqui não pensa na hora de parar, não é mesmo? No entanto, a jornada pastoral nos garante a hora de parar, sim, garante, temos os jubilados que estão aí para nos dizer isso. Mas parando, não deixamos de ser pastores. O ofício não é nosso, o legado não é nosso, o legado já está posto. O que há então, a se celebrar, quando se completa vinte e cinco anos de ministério? A presença de Deus. Se há muito para ser feito, este muito é testemunhar a todo instante. Vinte e cinco anos de Ministério não são apenas vinte e cinco anos de púlpito, mas sim de vida ministerial. É tempo de celebrar, pois aos vinte e cinco, há muito o que fazer ainda.

Concluindo. Estamos celebrando sessenta anos de idade do Reverendo Jonas de Araújo. Estamos celebrando trinta e sete anos de casamento do Jonas com a Fátima. Estamos celebrando vinte e cinco anos de Ministério Pastoral do Reverendo Jonas de Araújo. Numa noite de festa, é preciso parar e olhar para a vida e ver que os ciclos se fecham, mas se abrem. A vida se renova. E entre riscos e rabiscos da vida, “e Deus tornará a trazer de volta o passado!” Isso é reavivar. Aquela chama que ardeu no coração do Durval e da Ana ao serem agraciados com a vida do Jonas, se renova hoje com os filhos e os netos. Aquela chama que brilhou no olhar do Jonas e da Fátima, hoje se renova diante do altar do Senhor ao celebrar os trinta e sete anos de vida a dois. Aquela chama que ardeu no peito do Jonas, no dia que o Senhor o chamou para ser seu filho e, como filho, separado para o Ministério, hoje se renova ao olhar para o legado de Deus em sua vida. Hoje não é dia de olhar para o passado, nem tão pouco para o futuro. Hoje é dia de olhar para o lado e ali ver a presença de Deus e, em adoração, dizer: Obrigado, Senhor, por tudo o que fizestes, faz e farás. Que Deus nos abençoe.

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s