Artigos

Discípulos cumprem uma missão

Então, saindo, percorriam todas as aldeias, anunciando o evangelho e efetuando curas por toda parte. (Lucas 9.6)

Discípulos cumprem uma missão. Missão dada, missão cumprida. O lema do batalhão de polícia deve ser o nosso também, diante da missão que nos foi confiada..

No dia doze de agosto de 1859 desembarcava no Rio de Janeiro o jovem e recém ordenado pastor Presbiteriano Ashbel Green Simonton. No início de seus estudos, Simonton foi estimulado a assumir o desafio de ser um pastor no exterior. Seu irmão, James Snodgrass Simonton, fora professor na cidade de Vassouras, RJ, por três anos. Sua irmã, Elizabeth Wiggins Simonton casou-se com o Rev. Alexander Latimer Blackford, fundador da Primeira Igreja de São Paulo, a hoje Catedral Evangélica de São Paulo da IPI do Brasil.

O legado de Simonton é visível aos nossos olhos até hoje: olhe ao redor. As pessoas que aqui estão, este templo, tudo o que você aqui vê é fruto do chamado e trabalho de Ashbel Green Simonton. A vida de Simonton é um exemplo claro de quem recebeu uma missão e a cumpriu.

Em Lucas 9.1-6, Jesus chama para perto de si os doze e os prepara para enviá-los em uma missão. O texto não nos apresenta detalhes de quanto tempo e qual a extensão territorial desta atuação. Podemos entender que, dada as recomendações de “nada de hospedagem de luxo” e não “fazer cena” e menção de que partiram de cidade em cidade, deva ser uma extensão consideravelmente grande.

Jesus é o exemplo maior de simplicidade. Ele é, e sempre foi, simples em seu falar e agir. As parábolas que contava faziam uso de elementos do cotidiano para exemplificar, da maneira mais simples, a mensagem da salvação. A mensagem é simples e nós devemos ser simples. Nada de complexidade. Não existem fórmulas mágicas, soluções mirabolantes. Existe o viver como Cristo viveu. É difícil? Sim, mas é simples, pois o nosso mestre é um mestre simples.

Na simplicidade reside boa parte do que a Igreja precisa para crescer e se desenvolver. Tudo que é complexo e carece de muita explicação assusta, tudo que pode ser definido de maneira simples, acolhe. O que é igreja? Reunião de cristãos. O que são cristãos? Pecadores amados por Deus. Simples. Direto. Sem rodeios. Deus nos ama, isso é simples, tão simples quanto a missão que ele nos deixa: fazer discípulos. Fazer discípulos é amar o próximo como a nós mesmos e amar é simples, porque é uma escolha e não um fardo imposto por alguém.

Thom S. Rainer e Eric Geiger afirmam em seu livro Igreja Simples que “É difícil buscar excelência quando se está focado em tantas coisas ao mesmo tempo.” O foco da Igreja e do cristão não deve ser jamais tirado de sua missão de ser e fazer discípulos. Tudo o que for somado a isto será fardo. É difícil cumprir a missão de fazer discípulos quando estamos preocupados com a duração do sermão do pastor ou com qualquer outro detalhe do culto. A simplicidade do cristão está em reconhecer que ele tem uma missão e não pode abrir mão dela nem deixá-la de lado e para cumprí-la não precisa de grandes recursos materiais.

Do que você precisa para cumprir sua missão de fazer discípulos? De você. Sua vida é o equipamento essencial. Sua vida tem tudo o que o Espírito Santo necessita para ser instrumento nas mãos de Deus e cumprir a missão que Jesus Cristo nos confiou. Somos o instrumento primeiro e mais importante da Igreja de Cristo. Os mesmos Thom S. Rainer e Eric Geiger, também em Igreja Simples afirmam que “As pessoas sempre serão os melhores recursos de uma igreja”. E de fato sempre serão, não há melhor recurso que o humano, que as pessoas.

Aqui preciso fazer um desabafo como pastor. Tenho sentido falta deste recurso. Olhamos para maioria de nossas igrejas e sentimos falta de gente disposta a trabalhar. Não podemos resumir nossa vida de fé a sentarmos nos bancos da igreja. Devemos nos dispor a agir. A ser instrumentos da graça de Deus para abençoar outras pessoas. Temos oportunidade riquíssimas de desenvolver nossa fé, e nos desenvolvermos como pessoas, e abrimos mão dessas oportunidades. Não nos envolvemos com Escola Dominical nem Pequenos Grupos e depois vacilamos diante do primeiro obstáculo. A oportunidade está aí, junte-se a ela. Não nos envolvemos com a Coordenadoria de Adultos, Ministério de Casais, Jovens, Adolescentes mas queremos encarar as dificuldades da vida como se elas se resolvessem por si só. Temos em nossas igrejas ricas oportunidades de aprimorarmos nossos conhecimentos e nos tornarmos instrumentos mais capacitados nas mãos do Espírito Santo, mas preferimos o isolamento. Ao nos isolarmos e resumirmos nossa vida cristã apenas ao culto, abrimos mão da comunhão que fortalece e do ensino que capacita, contrariamos a vontade de Deus.

O cristão não deve se render a estereótipos ou padrões pré concebidos do que deve ou não ser. Ser cristão é ser cada dia mais parecido com Cristo. Simples assim. Tudo que fugir disso, que apontar para qualquer outra direção é teatro, encenação e não é cristianismo. Posso ocupar este lugar aqui no púlpito e fazer o que for, mas se não apontar para Cristo, de nada adianta. E apontar para Cristo é uma luta inglória, porque enquanto eu estou aqui, na Igreja, estudando e sendo orientado como levar o alimento espiritual para que você seja fortalecido, muitos dos que aqui estão estão se entupindo de porcaria por aí e achando isso normal. Não é. É preciso sacudir o pó dos pés e seguir adiante.

Não devemos perder tempo com quem ouve a mensagem do evangelho e ainda assim não muda de vida. De nada adianta ouvir a mensagem e continuar na mesma. Quero uma igreja viva, pulsante e oro e trabalho por isso. Este não é um sonho só meu, é um dever que Cristo me encarregou: apascenta minhas ovelhas. Cuide delas, alimente e oriente. E é isto que pastoras e pastores têm tentado fazer em nossas igrejas, para que você possa cumprir sua missão de ser e fazer discípulos. A missão é viver o evangelho que transforma vidas, a nossa e de nossos amigos. A missão é pessoal e instransferível.

Discípulos cumprem uma missão. Somos chamados a viver de maneira simples, sendo instrumento nas mãos de Deus para cumprirmos nossa missão. Não temos tempo a perder com quem ouve e não muda de vida, devemos seguir adiante, orando persistindo na missão de levar a mensagem do evangelho. Àqueles que rejeitam nominalmente a Cristo, devemos entregá-los nas mãos de Cristo, nós, seguimos adiante, anunciando o evangelho e trazendo pessoas para o Mestre.

Reverendo Ashbel Green Simonton, um homem cuja missão se reflete até nossos dias. Seja sua vida inspiração para nossas vidas: anunciar o evangelho é viver a vontade de Deus e quando vivemos a vontade de Deus, os frutos são imensos e incontáveis. Simonton provavelmente sonhava com um Brasil entregue ao Evangelho, e seu trabalho foi uma pequena semente lançada que hoje produz frutos em todo nosso território. O exemplo que ele nos deixa é que nenhuma adversidade, nem mesmo a morte, é capaz de parar aqueles que foram chamados para anunciar a mensagem de vida que é o Evangelho.

Discípulos cumprem uma missão. Você cumpre a sua? Você tem se dedicado a viver o Evangelho de Jesus em sua vida, anunciando-o em cada palavra e atitude? Você tem sido discípulo fiel? Ao voltarem de sua missão, os enviados relataram a Jesus tudo o que tinham feito. O que você tem a dizer a Jesus sobre sua missão hoje? O que você tem a conversar com ele sobre o que você tem feito para levar os seus amigos e parentes diante dele? Tenhamos ânimo para cumprir nossa missão de ser e fazer discípulos.

Reverendo Giovanni Alecrim
Pastor da Igreja Presbiteriana Independente do Brasil

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s