Artigos

Como servir a Deus e manter o casamento e a família em equilíbrio?

A busca por equilíbrio é fundamental para uma vida saudável. Para um pastor ou pastora, esta busca passa pela necessidade de ajustar, adaptar e flexibilizar o seu dia a dia para fixar espaços de encontro com a família e cumprimento de seu ministério com a Igreja que pastoreia. Haverá, no coração e mente do pastor e pastora, sempre a pergunta “quando e quanto eu tenho que ceder?” A resposta, caberá a cada um e cada uma examinar sua vida para encontrá-la.

A família é a base do ministério do pastor ou pastora. Nela está um dos alicerces de sua vocação. Servir a família é servir a Deus. Portanto, o pastor ou pastora deve estar atento aos anseios e necessidades de sua família. Não pode simplesmente ignorar a existência das necessidades de seu marido ou esposa, de seus filhos e de sua casa como um todo. Na busca por atender as necessidades da família haverá momentos de tensão.

O exemplo do rei Davi é um parâmetro bíblico para compreendermos o quão difícil é administrar um lar e exercer uma atividade como a de pastor ou pastora. A casa de Davi não era uma casa de pessoas perfeitas. Um de seus filhos quis matá-lo, ele cometeu adultério e sofreu as consequências, era uma casa desestruturada, desajustada, mas nem por isso deixou de ter arrependimento quando confrontado pelos profetas e nem por isso a casa de Davi deixou de ser abençoada nem tampouco Davi deixou de ser o homem segundo o coração de Deus.

Da mesma foram, nossos lares podem ser desajustados, desestruturados, mas quando há palavra de confronto enviada por Deus, quando há arrependimento e mudança de vida, nossos lares passam a ser lares abençoados e caminha rumo ao equilíbrio.

Um pastor ou pastora não pode se esquecer jamais que o seu primeiro campo de atuação ministerial é sua casa. Isto lembra a história do filho de pastor que arrumou sua mochila num domingo à noite, depois do culto, e estava saindo de casa quando o pai perguntou “Filho, aonde você vai?”, ao que o menino respondeu “para a igreja, lá o senhor é um amor de pessoa, lá o senhor é legal”. Pastores e pastoras não podem ter duas caras, o ministério começa no exemplo de amor e integridade dentro de casa. O lar do pastor ou pastora é sempre o exemplo para o qual os membros olham. Se neste lar há uma busca por equilíbrio, naturalmente se refletirá no ministério deste pastor ou pastora na igreja.

A busca por equilíbrio entre ministério e família é, portanto, a busca por compreender que o ministério pastoral começa em casa, não fora dele, que o exemplo de amor e fé devem ser vividos no lar e assim refletidos na vida ministerial.

Que Deus nos abençoe.
Reverendo Giovanni Alecrim
Pastor da Igreja Presbiteriana Independente do Brasil


Este artigo é uma reação e reflexão ao seminário de mesmo nome apresentado pelo Pr. Elmiro e Talita de Oliveira* no 36º Encontro de Pastores e Líderes da SEPAL, em Águas de Lindóia,SP, dia 6 de maio de 2009. *Pastor Elmiro e Talita de Oliveira: Pastor Batista, missionário SEPAL, trabalham com pastoreio de pastores.

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s